Em discurso, Sarney declara apoio explícito a Lula

O senador José Sarney (PMDB-AP) declarou, em discurso da tribuna do Senado, seu apoio explícito à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Como membro do PMDB, vou apoiar a reeleição", afirmou Sarney.As declarações foram feitas um dia depois de Lula ter nomeado a presidência e mais três diretorias dos Correios ao PMDB. Além disso, nomeou nesta sexta-feira o engenheiro civil Fernando Antonio Brito Fialho diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Fialho foi indicado por Sarney e sua nomeação também entra na cota do PMDB no governo, com o Planalto já preocupado em assegurar governabilidade em um eventual segundo mandato do presidente Lula.Questionado a esse respeito, Sarney disse que não tinha conhecimento de cargos para o PMDB. "Esse problema de cargos não pode ser feito de forma episódica. O importante é que o governo possa ser um governo de coalizão e que os partidos participem na formulação de políticas públicas", afirmou.Sarney lembrou ainda que na segunda-feira, entre 16 e 20 presidentes regionais do partido vão dizer que farão campanha para o presidente.Em seu discurso, Sarney disse, ainda, que Lula teve "um comportamento de serenidade e de equilíbrio durante a crise" atravessada por seu governo, quando das denúncias de irregularidades.Ainda em seu pronunciamento, que durou quase uma hora, o senador defendeu a necessidade de Lula propor ao Congresso uma reforma política profunda em seu segundo mandato.Sarney elogiou várias vezes o governo. "O governo do presidente Lula surpreendeu", afirmou. "O caos não veio", acrescentou, referindo-se aos que previam um caos se Lula fosse eleito. "A conduta do presidente sossegou aquelas vozes alarmistas", observou.Este texto foi atualizado às 19h29.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.