Em dois dias, São Paulo tem queda de 10°C

Só não nevou na serra catarinense por falta de nuvens

Elder Ogliari, PORTO ALEGRE; Valéria França, O Estadao de S.Paulo

16 de abril de 2008 | 00h00

Depois da segunda-feira chuvosa, ontem os paulistanos sofreram com a queda de 10°C em média na temperatura. Domingo a máxima foi de 30°C e, ontem, de 20,7°C. Mas a queda brusca mesmo ocorreu em Santa Catarina, onde os termômetros marcaram 1°C negativo. Casaco, gorro e cachecol voltaram às ruas. "Tudo começou com uma frente fria. No domingo, ela provocou chuvas", diz Olívia Nunes, da Somar Meteorologia. "Na segunda-feira, uma massa de ar polar seca deixou o tempo aberto, acabando com a nebulosidade, derrubando a temperatura."A menor temperatura foi registrada em Urubici, na serra catarinense, -0,6°C, durante a madrugada de terça-feira. "Não nevou porque não havia nuvens de chuva", explica. O 8º Distrito de Meteorologia registrou geada moderada em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, e fraca em Bom Jesus e Cambará do Sul, no nordeste, Lagoa Vermelha e Passo Fundo, no noroeste, Bagé, no sul, e Ibirubá, no centro do Estado. CHUVASA Defesa Civil de Santos, na Baixada Santista, decretou estado de atenção nos morros por causa da chuva dos dois últimos dias. De acordo com o chefe da Defesa Civil, Emerson Marçal, o índice pluviométrico subiu de zero para 103,4 milímetros da zero hora de ontem até as 15h de hoje. "Em 39 horas ultrapassamos o limite do estado de observação, que é de 100 milímetros. Apenas na segunda-feira choveu 70,4 milímetros", avaliou. Com o estado de atenção, todas as secretarias e setores do Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDV) são acionados e permanecem de prontidão, enquanto equipes da Defesa Civil fazem rondas nas áreas mais instáveis em função do solo encharcado. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, as rajadas de ventos provocaram duas quedas de árvores, que causaram apenas danos materiais. De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), a frente fria ficará sobre a Baixada Santista mais alguns dias, mas não há previsão de chuva pesada e o tempo deverá melhorar. Na região sul, a temperatura sobe lentamente durante a semana, variando de 2 a 24°C na quarta-feira. Nesse dia, há possibilidade de geada. Na quinta-feira a temperatura fica entre 5 a 25°C. "Em São Paulo, uma nova frente fria deve entrar pelo mar na sexta-feira", avisa Olívia. "E o Sol pode aparecer na segunda-feira, último dia do feriado prolongado." COLABOROU REJANE LIMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.