Em estado de alerta, S.José tem 21 áreas de risco

Com 21 áreas de risco, São José dos Campos, 91 quilômetros a nordeste de São Paulo, teve decretado estado de alerta. Isso aconteceu depois que o volume de chuva ultrapassou a média histórica dos últimos 30 anos, de 212 milímetros cúbicos. Até esta quarta-feira havia chovido mais de 290 milímetros, quantidade 35% superior à média. ?Estamos no 11º dia de chuva contínua,por isso o estado de alerta?, afirmou o coordenador da Defesa Civil de São José dosCampos, Delaney Di Maio.Nesta quarta-feira, duas famílias do Parque Santa Rita foram retiradas de suas casas, que ameaçam cair. Atualmente são 5 famílias fora de suas casas das cerca de 900 que moram em áreas de risco. A chuva incessante causou estragos também nas cidades de Cunha, onde duas casas ameaçam cair, e em São José do Barreiro, município com cinco famílias desabrigadas.Nas 39 cidades do Vale do Paraíba, LitoralNorte e Serra da Mantiqueira equipes da Defesa Civil tentam vistorias as áreas com riscos de deslizamento ou enchentes para evitar problemas. Em Campos do Jordão, apesar da situação controlada, a umidade do solo continua oscilando entre 80% e 90% o que preocupa a Defesa Civil.Por este motivo e pela chuva fina constante, a cidade colocou 200 profissionais em alerta e tem condições de remover, se necessário, 1.500 pessoas dos nove bairros em áreas de risco. Atualmente, em Campos do Jordão, 6 mil pessoas moram nos morros, locais considerados de riscopela Defesa Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.