Em fuga, ladrão atropela 2 crianças em rua de SP

Irmãos, de 6 e 11 anos, brincavam na calçada quando foram atingidos por carro em alta velocidade

Andressa Zanandrea e Gilberto Amendola, O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2022 | 00h00

Duas crianças, os irmãos Matheus Melo da Silva e Nícolas Melo da Silva, de 11 e 6 anos, foram atropeladas enquanto brincavam na calçada por um acusado de roubo que fugia da polícia. O acidente aconteceu às 21 horas na Rua Professora Nícia de Paula, no bairro do Limão, zona norte. Ambos correm risco de morte. Os dois estavam voltando para casa depois de terem passado o dia na casa da tia. "Foi horrível. O motorista parecia que nem sabia dirigir. Ele estava correndo muito, muito mesmo", contou uma vizinha. O motorista guiava um Cross Fox preto que, segundo a polícia, tinha acabado de ser roubado. Na perseguição, Diego Carneiro Camargo, de 22 anos, perdeu o controle do automóvel. O carro ainda bateu em um muro e capotou depois de atingir os meninos. Camargo tentou fugir a pé, mas foi preso em flagrante. O menino de 11 anos foi levado à Santa Casa e seu irmão ao Hospital do Mandaqui. O mais jovem teve fratura e afundamento de crânio e está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Já o irmão dele está em coma e respira com ajuda de aparelhos. Ele também foi internado com traumatismo craniano. A mãe, Núbia de Melo, de 30 anos, recebeu a notícia na noite de anteontem. "Eles são cuidadosos. Como pode acontecer uma coisa dessas?", protestou. A tragédia começou a se desenhar às 20h20 de anteontem. A dona do Fox, uma promotora de vendas de 41 anos, foi abordada por dois homens armados em um semáforo da Avenida Engenheiro Caetano Álvares, na Casa Verde. A dupla levou o carro. A mulher ligou para o 190 avisando do roubo e passando os detalhes do carro. Na Rua Monsenhor Gandar Vitorino, policiais identificaram o automóvel e iniciaram uma perseguição. Camargo não foi reconhecido pela vítima. "Provavelmente, ele foi o receptador. Os assaltantes entregaram o carro e fugiram. Quando foi preso estava indo guardar o veículo", disse o delegado titular do 40ª DP, João de Araújo. Camargo não tem antecedentes criminais. Ele disse à polícia que não conhece os ladrões e estava "fazendo um favor". Ontem, Núbia e o pai das crianças, Roberto Neves da Silva, de 31 anos, passaram o dia indo (de ônibus) do Hospital do Mandaqui para a Santa Casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.