Em greve, Andinho não comparece a Fórum em Campinas

O seqüestrador Vanderson Newton de Paula Lima, o "Andinho", preso na P-2 de Presidente Venceslau, no Oeste do Estado, se recusou a deixar a cela para comparecer ao Fórum de Campinas , no interior de São Paulo, onde seria julgado nesta sexta-feira, 23, pela acusação de tentativa de homicídio contra dois policiais em dezembro de 2001. Andinho, também acusado de participar da morte do prefeito de Campinas Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT, em 2001, alegou sua ausência por ter aderido à "greve branca" dos presos, que entra no quarto dia neste sábado e atinge 80 dos 144 estabelecimentos penitenciários do Estado. Além de Andinho, o Fórum de Campinas cancelou outros 22 julgamentos de presos que estavam previstos para esta sexta. Cancelamentos de julgamentos e de audiências foram registrados em outras regiões do Estado, como Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Bauru. No entanto, de acordo com as normas que regem o sistema prisional, os detentos que deixam de cumprir uma ordem judicial são punidos por cometer falta disciplinar. Resgate O carcereiro Pérsio Esquina, 58 anos, foi morto nesta sexta-feira, 23, por dois homens durante o resgate do preso Alan Diego Machão Santana, 41 anos, que recebia atendimento numa clínica psiquiátrica no centro da cidade de Tupã, na região Oeste do Estado. Dois homens desceram de uma motocicleta vermelha e entraram atirando. Pérsio, que estava na estrada da clínica recebeu um tiro no tórax e morreu na hora. Outro carcereiro, Ricardo Luís Rodrigues, 41, levou dois tiros no ombro, mas não corre risco de vida. Os bandidos fugiram levando Alan. Até o final da tarde desta sexta-feira, as polícias de Tupã e região não tinham pistas dos criminosos, que receberam ajuda de comparsas. Além da motocicleta, dois Monzas - um de Tupã e outro de Campo Limpo Paulista (SP)-, participaram da fuga.

Agencia Estado,

23 Fevereiro 2007 | 18h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.