Em homenagem ao papa, bebê abandonado ganha o nome de Francisco

Pais do récem-nascido, encontrado por policiais dentro de uma caixa de sapato em Salvador, ainda não foram localizados

Heliana Frazão, Especial para o Estado

24 Julho 2013 | 16h14

SALVADOR- Um recém-nascido abandonado dentro de uma caixa de sapatos no bairro de Itacaranha, na Cidade Baixa, em Salvador, recebeu o nome de Francisco em homenagem ao papa que visita o Brasil nesta semana. A criança foi encontrada na noite da terça-feira, 23, por volta das 21h, pelos policiais da Rondesp (Rondas Especiais), que foram alertados por populares.

O nome foi uma iniciativa dos próprios policiais, conforme informou a Polícia Militar. Entretanto ainda não é oficial, porque a criança somente poderá ser registrada a partir da identificação dos pais ou responsáveis. O bebê, que estava enrolado em uma toalha, ainda apresentava o cordão umbilical e foi encaminhado inicialmente pra o Hospital do Subúrbio. Lá ele recebeu os primeiros atendimentos, e, ainda segundo a PM, apresenta bom estado de saúde. Em nota, a direção da unidade médica informou que a criança pesa 1,9 kg. E, pelo aspecto mumificado do cordão umbilical, os médicos estimam que tenha nascido há pouco mais de três dias.

O médico plantonista Guilhardes Anjos, prestou os primeiros atendimentos. A nota diz também que "o bebê chegou ativo, em bom estado de saúde. Passou a noite bem e está se alimentando”. Existe a possibilidade de o recém-nascido ser transferido ainda nesta quarta-feira, 24, para a Maternidade Albert Sabin, onde será melhor acompanhado. Depois a criança deverá seguir ao Juizado de Menores, para aguardar a localização de seus responsáveis.

Francisco é o segundo bebê abandonado no suburbio de Salvador esse ano. Em março, outro recém-nascido, que ganhou o nome de Alberto, também foi econtrado dentro de uma caixa de sapatos em um ponto de ônibus. Ele foi resgatado por uma equipe da Operação Gêmeos, da Polícia Militar, e levado para o Hospital do Subúrbio.

Mais conteúdo sobre:
Papa bebê abandonado Salvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.