Em Minas, 11 crianças são achadas abandonadas dentro de casa

Mulher que deixou as crianças sozinhas era mãe de pelo menos quatro delas, segundo informações da PM

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

27 de janeiro de 2009 | 09h47

Onze crianças foram encontradas abandonadas em um barraco de três cômodos na cidade de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, na tarde da segunda-feira, 26. As crianças tinham até 7 anos e estavam sozinhas em uma residência do bairro Palmital. A mulher que deixou as crianças sozinhas seria mãe de pelo menos quatro delas, segundo informações da Polícia Militar. Ela teria se ausentado da casa na manhã do domingo, 25. A Polícia Militar chegou ao local, na Rua Nicácia Rodrigues de Andrade, após denúncia de vizinhos ao Conselho Tutelar da cidade. As crianças dormiam em colchões no chão e não havia alimentação nem mesmo para os bebês. "Havia muita sujeira espalhada pela casa, com roupas e utensílios de cozinha sujas. Até um preservativo estava jogado no chão da casa, perto da porta", conta a conselheira Rosângela Magna de Oliveira, que esteve no local.  De acordo com Rosângela, a mãe de quatro dessas crianças, com prenome Yerlien, de 23 anos, havia saído na manhã de domingo, 25, e ido para a casa do namorado, no bairro Milionários, em Belo Horizonte. Yerlien, que estava desempregada, contratava uma menina de 12 anos, que recebia R$ 20 por mês, para cuidar de seus quatro filhos, um casal de gêmeos de 11 meses, uma outra criança de 7 anos e outra de 5 anos. Nesta segunda, os quatro filhos e a babá estavam sozinhos, junto com outra garota de 11 anos, que teria trazido outras cinco crianças, filhos de vizinhos. Segundo Rosângela, as mães dessas outras crianças trabalham à noite e era comum todos se reunirem em uma casa para pernoitar. Na segunda-feira, Yerlien só apareceu em casa após uma das vizinhas ligar ao celular avisando que a polícia e o Conselho Tutelar estavam em sua casa. Segundo Rosângela, a mãe, que chegou bem vestida, disse não trabalhar pois recebe uma pensão do pai dos filhos maiores no valor de R$ 500 e é sustentada pelo namorado. Três mães receberam advertências do Conselho Tutelar por abandono e negligência. O caso será encaminhado para a Vara da Infância e da Juventude de Santa Luzia. O Conselho Tutelar vai acompanhar, junto com psicólogo, o dia a dia da família, e se for comprovado nova omissão e negligência como aconteceu desta vez, ela corre o risco de perder a guarda das crianças. Texto ampliado às 11h44 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
MinasabandonoConselho Tutelar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.