Em Minas, Anastasia cola apenas em Aécio

Na estreia da propaganda eleitoral na TV, os principais candidatos ao governo de Minas evidenciaram a estratégia distinta em relação aos presidenciáveis e ao governo do presidente Lula.

Eduardo Kattah BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2010 | 00h00

Enquanto o programa de Hélio Costa (PMDB) abusou da vinculação com Lula e Dilma Rousseff, a peça publicitária de Antonio Anastasia praticamente ignorou José Serra - "colou" o governador tucano somente no seu padrinho, o ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado.

Na linha da promessa de um governo compartilhado, o palanque eletrônico privilegiou a presença de Patrus Ananias (PT) como candidato a vice, reforçando o slogan "dois grandes homens, um só governo". O jingle repetiu no refrão o nome da coligação: "Todos por Minas Gerais."

No programa da coligação liderada pelo PSDB, Aécio foi encarregado de apresentar e justificar a escolha do ex-vice como seu sucessor. O governador tucano foi apresentado como candidato da continuidade do governo "Aécio-Anastasia", capaz de "aprofundar" a gestão tucana.

"Tenho muita confiança ainda na recuperação do governador Serra e tenho uma confiança extrema de que dentro de pouquíssimas semanas o governador Anastasia já estará à frente (de Costa)", disse Aécio em visita ontem a Caratinga (MG).

O candidato do PV, José Fernando Aparecido, aproveitou o tempo na TV para se apresentar com o filho do ex-embaixador José Aparecido e não citou Marina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.