Em Minas, Slow Beer também ganha adeptos

No Convivium de Tiradentes (MG), começa a tomar forma o Slow Beer, movimento surgido na Alemanha para prestigiar e proteger cervejarias de pequeno porte. "Queremos fazer ações como as da Alemanha, principalmente de proteção comercial, tentando uma blindagem para que as pequenas cervejarias continuem tendo seu mercado e travando ações de comércio justo", conta Marco Falcone, vice-presidente do Instituto de Convivialidade e Cultura Alimentar, braço do Slow Food no Brasil, e dono da Falke, microcervejaria mineira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.