Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Em Minas, tremor de 3,1 na escala Richter atinge Uberaba

Cidades do Triângulo Mineiro sentiram o abalo e sismólogos não descartam possibilidade de novos tremores

Mônica Aquino, estadao.com.br

29 de setembro de 2008 | 20h03

Um tremor de 3,1 graus na escala Richter pôde ser sentido em cinco cidades de Minas Gerais no começo da tarde desta segunda-feira, 29. O epicentro do abalo foi na cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro, e aconteceu às 12h19, segundo informações do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB). "A intensidade do tremor não foi suficiente para deixar feridos, mas novos abalos podem acontecer", afirma Lucas Vieira Bastos, professor do Instituto de Geociências da UnB. O tremo pôde ser sentido nas cidades de Conquista, Ponta Alta, Sacramento, Santa Juliana e Nova Ponte, que ficam em um raio de 50 km de Uberaba. De acordo com o Observatório Sismológico, em Uberaba, moradores e funcionários de alguns prédios puderam observar objetos se mexendo devido ao abalo. Bastos explica que, na Escala Mercalli Modificada, o abalo atingiu 4 graus. "Esta escala vai até 12 e indica o quanto de movimento foi provocado pelo abalo", explica o professor. Segundo ele, em casos como o registrado nesta segunda, há possibilidade de haver novos abalos nas próximas horas. "Os tremores podem estar acontecendo, mas não devem ter intensidade suficiente para ser sentidos", conta. Em dezembro de 2007, um tremor de 4,9 graus atingiu o município de Itacarambi, no norte de Minas. O abalo deixou uma menina de 5 anos morta no distrito de Caraíbas, a 35 km do centro de Itacarambi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.