Em protesto, perueiros fecham o terminal Sacomã

Parte do terminal de ônibus, na zona sul da capital, está interditado

Agencia Estado

04 Julho 2007 | 17h30

O terminal de ônibus Sacomã, região do Ipiranga, zona sul da capital, foi totalmente bloqueado, no início da manhã desta quarta-feira, 4, por aproximadamente 50 perueiros de uma empresa de cooperados. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 6 horas, os manifestantes da empresa Cooperpeople, que opera linhas de microônibus na área, interditaram os três acessos do terminal, impedindo a entrada e saída dos ônibus. Às 6h30, eles liberaram somente uma entrada, o que provoca lentidão em boa parte da região. Neste manhã, a rua Bom Pastor, próxima do terminal, que tem mão única de direção ao centro da cidade, está com duas faixas interditadas. Essa via recebe grande volume de carros que vêm de São Bernardo do Campo, no ABCD. Dentro do terminal, o protesto é pacífico. Os passageiros que chegam acabam recorrendo às linhas de ônibus que não operam dentro do terminal. Aproximadamente 200 mil passageiros utilizam o terminal por dia. No início da madrugada desta quarta-feira, os cooperados, com medo de terem a concessão cassada, resolveram suspender a greve anunciada no dia anterior e fazer o protesto. Diretores e funcionários da cooperativa estão reunidos para decidir se liberam ou não o terminal. A imprensa está proibida de acompanhar o protesto dentro do terminal. Socicam: não deixa ninguém entrar e entrevistar os passageiros. 50 perueiros tomaram o terminal. Os passageiros estão optando por transportes fora do terminal. Protesto é pacífico. Colaborou José Luís da Conceição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.