Em rebelião, detentos mantêm quatro reféns no Pará

Motim começou no domingo, após a visita de familiares; policiais cercam o local para evitar fugas

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

06 Julho 2009 | 10h49

Cerca de 300 detentos da Penitenciária Sílvio Hall de Moura, em Santarém, no Pará, mantêm quatro agentes penitenciários reféns desde a tarde de domingo, segundo informações iniciais da Polícia Militar (PM). Não há, até o momento, informações sobre feridos.

 

De acordo com o tenente coronel Mafra, os detentos do regime semiaberto iniciaram a rebelião e pedem a mudança da direção da penitenciária, além de maior agilidade processual. A rebelião começou por volta das 17 horas, após as visitas dos familiares.

 

A PM ainda não tem informação sobre como teria se iniciado o motim. Policiais militares e do Grupo Tático, junto com agentes do Batalhão de Choque de Belém, estão cercando o local para evitar fugas. Representantes do Grupo de Administração Prisional também estão no local ajudando com as negociações.

Mais conteúdo sobre:
detentos reféns prisão Pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.