Em reunião, Anac e aéreas discutem melhoras em sistema

Identificação dos gargalos dos aeroportos também estava na pauta da discussão

Agencia Estado

04 Julho 2007 | 17h30

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) realizou nesta terça-feira, 3, encontro com dirigentes das principais companhias aéreas do País para tentar buscar uma solução para os problemas de atrasos nos aeroportos. Em nota, a agência diz que a reunião levantou dois pontos que precisam ser melhorados: a comunicação com os passageiros e a identificação dos gargalos dos aeroportos, particularmente os terminais de São Paulo. Liderança punida O Comando da Aeronáutica deverá punir o presidente da Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo (ABCTA), sargento Wellington Rodrigues, por ter dado entrevistas criticando o sistema de controle aéreo brasileiro. Segundo advogados dos controladores de vôo, Wellington preencheu ontem um formulário de transgressão disciplinar e deverá ser punido com pena de prisão de 10 dias. Mas antes da punição, a assessoria jurídica da Aeronáutica deverá dar parecer, no prazo de dois dias, sobre o episódio envolvendo o presidente da associação. Veja a íntegra da nota: "Em respeito aos usuários do transporte aéreo e com objetivo de melhorar o conforto e atendimento dos passageiros, a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) esteve reunida no Rio de Janeiro, na terça-feira (03/07), com representantes das companhias aéreas. Decidiu-se, de imediato, traçar metas e ações conjuntas. Estiveram presentes todos os diretores da agência, representantes da TAM, Gol, Oceanair, BRA e VRG Linhas Aéreas, bem como do Comando da Aeronáutica. Dois pontos foram tratados no encontro: 1) O melhor atendimento com informações mais precisas ao usuário do transporte aéreo; 2) Uma parceria entre a ANAC e as companhias aéreas visando identificar e superar eventuais gargalos operacionais na infra-estrutura dos aeroportos. A ANAC pediu empenho e as companhias aéreas aceitaram trazer para si a formatação de um novo modelo de comunicação e informações aos usuários do tráfego aéreo. A ANAC se comprometeu a trabalhar em conjunto com os demais envolvidos no sentido de fornecer com agilidade informações e dados necessários para que as companhias aéreas possam esclarecer de forma clara e objetiva aos passageiros sobre a situação de cada vôo. Em relação à infra-estrutura dos aeroportos e malhas decidiu-se também por um esforço conjunto com objetivo de melhorar e aprimorar a atual situação. Foram levantados pontos positivos e os deficientes, sendo que a maior preocupação é o excesso de fluxo na Terminal São Paulo. Novos encontros entre a direção da ANAC, das empresas aéreas e do Comando da Aeronáutica serão realizadas periodicamente para a definição e implementação de ações com objetivo de melhorar a qualidade do atendimento dos passageiros nos aeroportos do país. A ANAC regulamentará junto à administração aeroportuária melhorias no aproveitamento das instalações bem como das operações dos aeroportos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.