Em Roraima, nível do Rio Branco cai para 7,76 m acima do normal

Nível do rio chegou a subir 10 metros; Estado deve receber R$ 15 mi para recuperação de prejuízos

Carolina Spillari, estadão.com.br

17 de junho de 2011 | 18h15

SÃO PAULO - O nível do Rio Branco baixou mais e chegou a 7,76 metros acima do normal hoje, de acordo com a Defesa Civil de Roraima. No auge da cheia, o nível do rio chegou a subir 10,28 metros. Continuam ainda desabrigados 769 moradores das cidades de Boa Vista, Bonfim, Caracaraí e Iracema. Os desalojados chegam a 1.096 nos municípios de Boa Vista, Rorainópolis, Caracaraí, Iracema, Normandia e Bonfim, segundo a Defesa Civil.

Já o tráfego de veículos foi resolvido na BR-401, que faz a ligação entre Normandia e Boa Vista. Segundo a Defesa Civil, 150 carros que estavam presos na rodovia conseguiram passar por ela ontem. A BR-401 está interrompida em sete trechos.

A cidade de Normandia foi uma das atendidas de helicóptero pela Força Aérea Brasileira (FAB), que levou alimentos e diesel ao município isolado.

O momento agora é de recuperar os prejuízos deixados pela chuva, como pontes quebradas e estradas rompidas, antecipou a Defesa Civil. A previsão do governo do Estado é de que a verba de R$ 15 milhões liberada pelo Ministério da Integração Nacional chegue na próxima semana, já que precisa passar por readequações para atender as demandas previstas pela Defesa Civil.

Também receberam alimentos da FAB as cidades Caracaraí, Amajari e Iuramutã, na Reserva Raposa Serra do Sol. De acordo com a FAB, foram transportadas 108 toneladas de alimentos para vítimas das enchentes em Roraima. A carga é levada por aviões da FAB para a Base Aérea de Boa Vista e de lá a Defesa Civil se encarrega de levar os mantimentos para as vítimas.

Tudo o que sabemos sobre:
enchentedesabrigadosRio BrancoRR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.