Em Santa Catarina, município de São Joaquim registra -2,5 ºC

Segundo a Climatempo, a tarde de ontem foi a segunda mais fria de 2010 nas capitais dos três Estados; possibilidade de neve é esperada para a próxima quarta-feira no Sul

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

03 de agosto de 2010 | 11h21

SÃO PAULO - Os termômetros voltaram a ficar abaixo de zero em algumas localidades da região sul do país na madrugada desta terça-feira, 3, segundo informações da Climatempo e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

A temperatura mais baixa foi registrada em São Joaquim, na serra catarinense, onde os termômetros marcaram -2,5ºC. No Rio Grande do Sul, a temperatura em Cambará do Sul chegou aos 2,3ºC negativos, segundo o Inmet. No Paraná, a menor temperatura no Estado foi de 2,1ºC, em General Carneiro.

 

Segundo a Climatempo, a tarde desta segunda-feira foi a segunda mais fria de 2010 nas capitais dos três Estados. Segundo o Inmet, às 15 horas, a temperatura em Curitiba foi de apenas 10,8ºC. A menor temperatura máxima registrada este ano na cidade foi de 10ºC, no dia 15 de julho. A mínima desta terça em Curitiba foi de 9,4ºC.

 

Em Florianópolis, a temperatura mínima nesta segunda-feira foi 11,7ºC. Durante a tarde, a máxima foi de apenas 14,4ºC, o segundo menor valor à tarde deste ano. A tarde mais fria de 2010 na capital catarinense foi a do dia 16 de julho, quando a máxima foi de 13,2ºC.

 

Em Porto Alegre, a temperatura mínima hoje foi de 5,6ºC e a máxima foi de 13,5ºC. A tarde desta segunda-feira também foi a segunda mais fria em 2010 para os porto-alegrenses. A menor temperatura máxima registrada este ano pelo Inmet foi de 11,2ºC, no dia 13 de julho.

 

Previsão

 

De acordo com a Climatempo, a expectativa é de geada na quarta-feira, 4, devido a uma nova onda de frio polar que entrou com força sobre o sul do Brasil causando muito frio. Além da presença do ar polar, o frio será aumentado pela falta do sol em quase toda a região sul. O vento provocado por esta massa polar chega ao sul do país com muita umidade marítima, o que vai estimular o aumento da nebulosidade que já está espalhada em muitas áreas da região.

 

Neve

 

O ar muito frio e úmido provocado pela massa polar vai manter as nuvens e as temperaturas extremamente baixas nestas áreas, causando o resfriamento intenso, e os flocos de neve poderão se formar em algumas nuvens, junto com a chuva. A possibilidade de neve é esperada também para a próxima quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.