Em São Paulo, ato ecumênico pela paz

Um ato ecumênico pela paz realizado no fim da noite desta segunda-feira, na capital paulista, na Igreja do Pátio do Colégio, no Centro, reuniu cerca de 100 pessoas entre elas, a cônsul geral dos Estados Unidos, Carmem Martinez, o governador do Paraná, Jaime Lerner, e representantes religiosos.Dom Manoel Parrado Carral representou a Igreja Católica, monsenhor Nectarius Slalmazidis, a Igreja Grega Ortodoxa, Dom Valdir Abdala, a Igreja Metodista, e Durval Ciamponi, que representou a Federação Espírita do Estado de São Paulo.Durante o ato, os líderes religiosos falaram da necessidade de paz e a tolerância entre as religiões, e a consulesa americana agradeceu o apoio e as orações que as vítimas do atentado ao World Trade Center têm recebido no País.Ao final da cerimônia, os convidados levaram velas acesas até o Marco da Paz, erguido no Pátio do Colégio. Foram depositadas também flores brancas, e a consulesa e o presidente da Associação Comercial, Alencar Burti, tocaram o sino do monumento em memória das vítimas do atentado.Durante a solenidade, o Coral Negro Evangélico cantou canções cristãs. Depois do evento, a cônsul geral dos Estados Unidos disse que os EUA não estão procurando uma guerra e sim justiça e paz.?Precisamos proteger nossos cidadãos e as pessoas de outros países. O presidente Bush (George W.) procura o bem, e vamos solucionar da melhor forma possível.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.