Em São Paulo, turistas vão à praia mesmo com chuva

No último dia de 2006 a chuva não alterou a rotina dos turistas nas praias do Litoral Norte Paulista. Apesar do tempo instável, com chuvas periódicas e céu nublado, as praias estavam lotadas. Além disso, os visitantes enfrentaram muitas filas. No município de São Sebastião, praia de Maresias, para almoçar foi preciso esperar cerca de 40 minutos. Ainda em Maresias, na avenida Francisco Loup, para sacar dinheiro do caixa eletrônico a fila de espera se estendia por mais de 50 metros. A temperatura média foi de 25 graus e no período da manhã o sol esteve fraco. Mesmo assim, a estudante Camila Melo de Queiroz, de 19 anos, não dispensou o banho de mar. "A água está bem fria, mas aqui está gostoso, apesar do chuvisco", disse. Movimento intensoNa Rio-Santos, principal rodovia de ligação entre as praias, o movimento era constante nos dois sentidos. Em Ubatuba, o percurso da praia das Toninhas ao centro da cidade, que normalmente demora 10 minutos, neste domingo era feito em duas horas. Por volta do meio-dia o trânsito estava praticamente parado na rodovia.O Centro de Informações Turísticas orienta aos visitantes para evitar as praias do sul do município, mais congestionadas, e seguir para as da região norte, como Félix e Itamambuca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.