Em SC, Dilma ensaia aproximação com Colombo

Em visita a Blumenau, a presidente Dilma Rousseff enalteceu a parceria com o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, que anunciou no mês passado a saída do DEM para ingressar no PSD (Partido Social Democrático), a ser criado pelo prefeito paulistano, Gilberto Kassab, e que busca uma aproximação com o governo federal.

Julia Duailibi, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2011 | 00h00

"Existem várias possibilidades de eu ir inaugurar residências do programa Minha Casa, Minha Vida em todo o Brasil. Mas eu escolhi vir aqui, em Santa Catarina, porque é simbólico desta relação republicana que existe entre o governo federal e o governo do Estado, através do governador Colombo", disse a presidente.

Dilma destacou, então, que o governo federal "não olha nem governo, nem prefeitura por critério de partido, mas por critério da população". "Essa parceria é uma parceria em que nós não perguntamos entre nós de que partido somos. Não somos do mesmo partido, mas nós temos obrigação com o povo de Santa Catarina e do Brasil, de trabalhar junto", disse a presidente.

A petista destacou então os investimentos habitacionais feitos pelo governo federal no programa. Sem citar os governos anteriores, disse que o governo federal "parou de achar que todo mundo tinha de encontrar um jeito de ter casa, independentemente de quanto ganhava".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.