Em secretaria, PM fará trabalho de inteligência

Como parte do plano de combate à violência nas escolas estaduais, um oficial da PM vai trabalhar exclusivamente dentro da Secretaria Estadual da Educação, na Praça da República, região central. A presença da PM foi formalizada com a recém-criada Supervisão de Segurança, ligada diretamente ao gabinete do secretário, Paulo Renato Souza. Segundo o secretário adjunto, Guilherme Bueno, o oficial fará um "trabalho de inteligência". O policial, cujo nome não foi revelado, terá acesso ao registro online de ocorrências escolares, que começou a funcionar neste mês, e ao sistema de videomonitoramento que será instalado na Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.