Em sete anos, número de servidores municipais cresceu 31,7% e a população, 7,2%

Da população total do País, 2,6% eram funcionários públicos municipais em 2005, proporção que passou para 3,2% em 2012, segundo o IBGE

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

03 Julho 2013 | 10h13

RIO - O número de funcionários públicos municipais cresceu bem mais que a população entre 2005 e 2012, mostra o Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic 2012) do IBGE. Em sete anos, aumentou em 1,5 milhão o número de contratados das prefeituras, somando concursados e comissionados, passando de 4,767 milhões de servidores para 6,280 milhões - crescimento de 31,7%. A população cresceu 7,2%, passando de 183,383 milhões para 196,526 milhões de habitantes. Da população total do País, 2,6% eram funcionários públicos municipais em 2005, proporção que passou para 3,2% em 2012.

Embora tenha crescido em número absoluto, a participação dos funcionários na administração indireta (fundações, autarquias, empresas de economia mista) caiu. "Os municípios vêm extinguindo órgãos da administração indireta. Alguns funcionários, especialmente os concursados, são remanejados para a administração direta", diz a técnica do IBGE Vania Pacheco.

Para Vania, o aumento do número de servidores, por si só, não é um dado negativo ou positivo. "A população aumenta, as obrigações aumentam e as prefeituras precisam de pessoal. Não é bom nem ruim, não quer dizer que um município seja bem ou mal gerido", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.