Em sete anos, número de servidores municipais cresceu 31,7% e a população, 7,2%

Da população total do País, 2,6% eram funcionários públicos municipais em 2005, proporção que passou para 3,2% em 2012, segundo o IBGE

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

03 de julho de 2013 | 10h13

RIO - O número de funcionários públicos municipais cresceu bem mais que a população entre 2005 e 2012, mostra o Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic 2012) do IBGE. Em sete anos, aumentou em 1,5 milhão o número de contratados das prefeituras, somando concursados e comissionados, passando de 4,767 milhões de servidores para 6,280 milhões - crescimento de 31,7%. A população cresceu 7,2%, passando de 183,383 milhões para 196,526 milhões de habitantes. Da população total do País, 2,6% eram funcionários públicos municipais em 2005, proporção que passou para 3,2% em 2012.

Embora tenha crescido em número absoluto, a participação dos funcionários na administração indireta (fundações, autarquias, empresas de economia mista) caiu. "Os municípios vêm extinguindo órgãos da administração indireta. Alguns funcionários, especialmente os concursados, são remanejados para a administração direta", diz a técnica do IBGE Vania Pacheco.

Para Vania, o aumento do número de servidores, por si só, não é um dado negativo ou positivo. "A população aumenta, as obrigações aumentam e as prefeituras precisam de pessoal. Não é bom nem ruim, não quer dizer que um município seja bem ou mal gerido", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.