Em SP, 6 mil ilegais foram anistiados; paraguaios lideram

Os primeiros resultados da nova lei de anistia, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2 de julho, começam a aparecer em São Paulo - 6.586 estrangeiros já foram anistiados na capital, segundo dados da Polícia Federal. Os paraguaios encabeçam a procura, com 805 pedidos atendidos. Cerca de 50 mil imigrantes vivem no País irregularmente. Depois dos paraguaios, vêm os peruanos, com 793 pedidos, seguidos por chineses (705) e bolivianos (648). A nacionalidade dos primeiros solicitantes corrobora a expectativa do Ministério da Justiça, por refletir os números históricos de flagrantes de imigrantes ilegais no País. Uma vez anistiados, os imigrantes têm plena liberdade de circulação e acesso a trabalho remunerado, educação, saúde pública e Justiça. A lei também ajudar a combater trabalho escravo. Também foram beneficiados imigrantes ilegais da Coreia do Sul (406), Chile (101) e Líbano (99), entre cerca de 40 nacionalidades. Pedidos devem ser feitos até 30 de dezembro.

, O Estadao de S.Paulo

25 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.