AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Em SP, há uma arma para cada 5 habitantes

No momento em que os senadores voltam a discutir a lei para restringir a venda e o uso de armas entre os brasileiros, dois estudos mostram dados alarmantes em São Paulo e no País. O primeiro conclui que o município tem média de 1,8 arma para cada grupo de dez habitantes. O segundo, que o Brasil é o país que registra o maior porcentual de mortes por arma de fogo, num índice de 83,39%.A necessidade de maior controle legal é demonstrada pelos números. No Estado, existem 3,6 milhões de armas em circulação, das quais 2,1 milhões são ilegais. Na capital, há 1,8 milhão de armas - cerca de uma para cada 5 habitantes - e 1 milhão está fora da lei.Esses números fazem parte do trabalho Armas de Fogo, Medo e Insegurança em São Paulo, preparado pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim) a pedido da Secretaria de Estado da Segurança Pública. Para chegar a esse números, os especialistas do IBCCCrimm usaram os dados do Departamento de Investigação e Registros Diversos (Dird), da Polícia Civil.O instituto apurou ainda que, no Município, em 1998, de cada 10 vítimas de latrocínio (assalto seguido de morte), 2,84 estavam armadas. A partir desses dados, os especialistas concluíram que as pessoas que possuem arma de fogo correm um risco 56% maior de serem mortas num assalto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.