Embraer prevê entrega de 975 jatos na China em 20 anos

A Embraer anunciou nesta quarta-feira que estima a entrega de 975 novos jatos regionais na China nos próximos 20 anos.

REUTERS

21 Setembro 2011 | 11h36

Do total previsto, 440 jatos terão capacidade para 61 a 90 assentos e 520 aviões para entre 91 e 120 passageiros. Os 15 restantes serão de jatos menores, com entre 30 e 60 lugares, segundo relatório da companhia.

Nas contas da fabricante brasileira, as 975 entregas previstas para a China correspondem a 13 por cento da demanda global no período.

A Embraer afirma que o mercado mundial de aviação mostrou sinais de recuperação em 2010, após a crise econômica de 2008, e que a China tem se destacado como região com crescimento mais rápido do mundo no setor.

A companhia brasileira afirma ser a maior fornecedora de aeronaves de até 120 assentos na China e que continuará "melhorando os serviços e suporte ao cliente na região", disse Guan Dongyuan, presidente da Embraer na China, em comunicado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Mais conteúdo sobre:
AEREASEMBRAERCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.