Embraer suspende turno de trabalho após vendaval

Mil funcionários da Embraer, de São José dos Campos, que trabalham no primeiro turno da produção de aeronaves, foram dispensados hoje do serviço por falta de condições de trabalho. No início da noite de ontem, um temporal, com rajadas de ventos de até 100 quilômetros por hora, destruiu completamente dois hangares da empresa e deixou outros cinco parcialmente destelhados. A assessoria de imprensa da Embraer informou, por meio de nota oficial, que as operações da empresa não foram afetadas. "A empresa não prevê atraso na produção". Informou também que entre 20 funcionários feridos, dois deles sofreram fraturas. Um continua internado, com fratura de bacia, mas seu estado de saúde é considerado bom. Os hangares mais prejudicados foram o F-45, usado para estocagem de materiais, o F-30, que abriga a fabricação de peças primárias e o F-51, onde são feitas as manutenções de aeronaves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.