Embraer termina 1o tri com lucro quase 4 vezes maior

A Embraer anunciou nesta segunda-feira que teve lucro líquido de 176,4 milhões de reais no primeiro trimestre, ganho quase quatro vezes maior em relação aos 49,4 milhões de reais obtidos um ano antes.

REUTERS

02 de maio de 2011 | 20h45

Já o lucro atribuído aos acionistas da companhia ficou em 174,3 milhões de reais no período, contra 44,1 milhões no mesmo intervalo de 2010.

A base de comparação foi impactada pelo efeito combinado de impostos e variação cambial. De janeiro a março deste ano, a companhia obteve um crédito fiscal de 4,2 milhões de reais. No mesmo período de 2010, a empresa tivera nessa coluna uma despesa de 88,1 milhões.

A terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo teve receita líquida de janeiro a março de 1,757 bilhão de reais, 1,5 por cento abaixo do faturamento do primeiro trimestre de 2010. A Embraer havia informado em abril que entregou no primeiro trimestre 28 aviões, numa queda sensível sobre as 41 aeronaves despachadas um ano antes.

Ainda assim, a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de 259,8 milhões de reais, teve um aumento de 24 por cento na comparação com o primeiro trimestre do ano anterior. A margem Ebitda no período passou de 11,8 para 14,8 por cento.

A companhia atribuiu esse resultado a um maior mix de produtos, tendo uma maior participação de serviços aeronáuticos: 15,4 por cento contra 11 por cento um ano antes.

"Normalmente, as margens de serviços aeronáuticos são maiores do que os outros negócios da Embraer, e especialmente neste último trimestre suas margens ultrapassaram a média face ao mix de receitas", afirmou a empresa no relatório.

O resultado trimestral da companhia veio com um aumento das despesas gerais, administrativas e comerciais, impulsionado sobretudo pela apreciação do real.

"A apreciação de 7,4 por cento entre a taxa de câmbio média do real em relação ao dólar (...) representou um desafio adicional na gestão das despesas operacionais", acrescentou a Embraer no documento.

As despesas administrativas saltaram de 63,3 milhões para 95,4 milhões de reais ano a ano, enquanto o item outras despesas líquidas disparou para 14 milhões de reais no primeiro trimestre, contra 400 mil reais no mesmo período em 2010.

A Embraer manteve a expectativa de encerrar 2011 com uma receita líquida de 5,6 bilhões de reais, conforme divulgado no final de março.

(Por Vivian Pereira; Edição de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASEMBRAERRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.