Emitidas 53 carteiras falsas no Ciretran de Americana

Pelo menos 53 carteiras de habilitação falsas foram emitidas pela Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Americana nos últimos seis meses. A fraude foi descoberta a partir de uma denúncia anônima e investigada pelo delegado da Ciretran Nelson Benotti.Quatro pessoas foram indiciadas em inquérito policial, dois funcionários da Ciretran, afastados do cargo, e dois empregados de escritórios de despachantes da cidade. Todos estão em liberdade porque não foram presos em flagrante, explicou o delegado seccional assistente de Americana, Roberto José Daher.Daher comentou que eram cobrados entre R$ 1 mil e R$ 1,2 mil pelas carteiras falsas, sem que o interessado passasse por nenhum tipo de exame prático ou teórico. O delegado apontou que outras pessoas podem estar envolvidas no esquema, e o número de documentos falsos deve ser maior do que o apurado até esta quinta-feira.A denúncia foi feita há doze dias. De acordo com Daher, os funcionários da Ciretran confirmaram o esquema, mas não revelaram maiores detalhes. Dois compradores foram localizados pela polícia, confessaram ter adquirido a carteira falsa e denunciaram os dois despachantes. O nome dos envolvidos não foi divulgado pela polícia.O delegado apontou que os fraudadores aproveitaram a mudança na emissão de habilitação, que passou a integrar um sistema nacional há três anos. Todos os motoristas foram chamados a se recadastrar nesse novo sistema. Os dois funcionários da Ciretran criavam um número não existente, registravam um Boletim de Ocorrência de extravio da carteira com o número fictício e obtinham o recadastramento com esse documento.A maioria dos endereços apresentados pelos compradores é falsa, comentou o delegado, o que dificulta a localização de outros envolvidos. ?Muitos podem morar em outras cidade?, considerou. Ele disse que as 53 habilitações foram canceladas e quem for pego portando-as poderá ser detido em flagrante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.