Empregada acusada de furtar joias de patroa é presa no Rio

Polícia encontrou com a acusada R$ 3.250 em espécie, um anel de ouro branco com brilhante, dois relógios, uma câmera fotográfica, entre outros pertences

Solange Spigliatti, Central de Notícias

16 de fevereiro de 2011 | 12h27

SÃO PAULO - A empregada doméstica Deise Fernanda de Oliveira, de 23 anos, e o receptador Vinícius Duarte Lodi Daltro, de 28 anos, foram presos nesta terça-feira, 15, no Leblon, na zona sul do Rio.

 

Deise, que trabalhava como doméstica na residência da vítima havia cerca de uma semana, é acusada de furtar joias da casa, no Leblon, e Vinícius atuava como receptador dos produtos roubados.

 

De acordo com a polícia, a vítima sentiu falta de R$ 2 mil em sua conta corrente e percebeu a ausência de uma folha de seu talão de cheque. Ainda segundo o delegado, a patroa começou a desconfiar de Deise, após uma ligação telefônica feita pela empregada.

 

Em seguida, a vítima acionou a polícia que passou a monitorar os passos da empregada, que foi presa. Os agentes encontraram com a acusada R$ 3.250 em espécie, um anel de ouro branco com brilhante, dois relógios, uma câmera fotográfica, entre outros pertences.

 

Deise foi autuada por estelionatário e furto qualificado pelo abuso de confiança. Caso seja condenada, a pena pode chegar a 13 anos de prisão. Vinícius foi autuado por receptação qualificada, cuja pena varia de um a oito anos de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
RioroubopatroaempregadaLeblon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.