Empregado demitido recebe indenização por dano moral

Em sentença inédita, a Justiça do Trabalho condenou um empregador a pagar indenização, por danos morais, a um ex-funcionário, demitido sem justa causa. É a primeira vez que esse tipo de argumentação é acolhido numa reclamação trabalhista.A decisão da juíza Lúcia Toledo Silva Pinto Rodrigues, da 3ª Vara do Trabalho de São Paulo, foi proferida contra o Restaurante Pasta&Pronto, no Morumbi Shopping. A empresa terá de pagar R$ 1 mil em verbas trabalhistas a Cristiano Rogério da Costa, de 30 anos, além de R$ 10 mil por danos morais, sob a acusação de tê-lo empregado apenas para se promover na televisão. O procedimento teria feito Costa se sentir "humilhado, usado e descartado".Ele ganhou curta notoriedade em dezembro de 2001, quando foi filmado, na Ponte do Morumbi, pela TV Globo, exibindo uma placa pedindo emprego. Na ocasião, foi convidado a participar do programa de Ana Maria Braga.O dono do restaurante, João Zangrandi, entrou em contato com a produção do programa e ofereceu a vaga de assistente da gerência, com salário de R$ 600,00. Com isso, divulgou o nome do estabelecimento, aparecendo duas vezes no programa.Pai de três crianças, Costa foi demitido após 21 dias e continua desempregado. "Ele não estava trabalhando devidamente", alegou Zangrandi, que está recorrendo da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.