Empresa de ônibus recém-aberta pára na zona Leste de SP

Moradores dos bairros de Itaquera e Guaianazes, na zona Leste da capital paulista, estão sendo prejudicados com a paralisação dos 490 funcionários da Viação Celeste, que foi aberta somente há três meses, possui 98 ônibus e opera 13 linhas na região. A empresa de ônibus vem acumulando prejuízos e já não consegue mais pagar em dia os salários, os tíquetes e a cesta básica. Contratada em esquema de emergência pela São Paulo Transportes (SPTrans), a viação, que anteriormente operva na zona Sul, passou a cobrir alguns dos itinerários operados pelas Viações Tiradentes e América do Sul, que foram descredenciadas do sistema. A operação Paese foi montada pela SPTrans nesta manhã, mas não é o suficiente para atender à demanda de passageiros da região afetada pela greve.

Agencia Estado,

24 Junho 2003 | 07h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.