Empresa de transporte fez doação para vereadora

A secretária municipal da Assistência Social, Aldaíza Sposati, recebeu doações da família de um empresário do setor de transporte coletivo para sua campanha como vereadora, em 2000. Aldaíza, que foi eleita e se afastou da Câmara no ano passado para assumir a secretaria, recebeu R$ 14.900,00 da família proprietária da Viação Paratodos.As contribuições constam da prestação de contas da secretária ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Elas estão em nome de Fátine Chamon Alves de Siqueira Vieira, filha do fundador da empresa, Wallace Alves de Siqueira. Ela fez as doações como pessoa física em três parcelas: R$ 4.400,00, R$ 3.000,00 e R$ 7.500,00. Os valores foram registrados em dinheiro.A Paratodos integra o Consórcio Unisul, que atua na região sul da cidade. O consórcio, que também é formado pelas empresas Transporte Urbano Piratininga (Tupi) e Cidade Dutra, está participando da concorrência para o novo sistema de transporte da Prefeitura.Aldaíza não é o único político do PT que recebeu dinheiro de empresários de ônibus em campanhas. O ex-vereador e deputado estadual Vicente Cândido recebeu verba da Viação Bola Branca e da Empresa São Luiz de Viação, durante a campanha de 2002.Cada uma doou R$ 5 mil em dinheiro. O petista também recebeu R$ 3.500,00 de uma cooperativa de transportes. Todos os valores foram declarados ao TRE. O deputado afirmou que as doações foram recebidas por seu tesoureiro. Ele admitiu que conhecia os empresários, que operam na zona sul, sua base eleitoral. ?Tive contato com eles durante o governo. Nunca me preocupei, pois não estou vendendo a minha alma.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.