Empresa é condenada por não fotografar noivos

Uma doméstica e um tecelão de Juiz de Fora, em Minas, vão receber R$ 4 mil de indenização de um estúdio de fotografia que foi contratado por R$ 280 para fotografar e filmar a cerimônia, mas não cumpriu o acordo. A determinação foi dada pelo Tribunal de Justiça mineiro. Segundo o processo, os dois viviam juntos havia 12 anos e já tinham um filho quando conseguiram juntar dinheiro para casar na igreja, em 2006. "A falta injustificada do fotógrafo contratado à cerimônia de casamento gerou aborrecimento e constrangimento aos noivos", diz o parecer do magistrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.