Empresa faz nova proposta sobre benefício

A direção da Companhia do Metrô fez ontem uma nova oferta de pagamento do plano de participações nos resultados aos metroviários. A proposta será analisada hoje em assembléia pelos trabalhadores. Os valores são um pouco maiores do que a já rejeitada pela categoria antes da greve da semana passada. O Metrô quer pagar dois terços de um valor fixo - que representa R$ 1.984,54 - e um terço proporcional ao salário de cada metroviário. A proposta anterior era de 60% e 40%. "Isso significa um adiantamento de R$ 800 para todos os funcionários no dia 1º de setembro e o restante em 28 de fevereiro de 2008, mas proporcional ao cargo que ocupam", disse o diretor do Departamento Jurídico do Sindicato dos Metroviários, Eduardo Alves Pacheco. Para receber os valores integrais, será preciso atingir metas estabelecidas. Várias delas já constam de programas anteriores. "Mas querem colocar no cálculo os crimes contra usuários, como roubos e furtos e a manutenção do intervalo entre os trens no horário de pico", contou Pacheco. O sindicato quer que, como nos últimos dez anos, a parcela do pagamento da participação nos resultados seja igual para todos os funcionários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.