Empresa que cometia contrabando em Campinas é fechada

Companhia não possuía álvara de funcionamento; proprietário não foi localizado, mas irmã foi presa

21 Janeiro 2010 | 23h00

A Polícia Civil fechou na última quarta-feira, 20, uma empresa que funcionava irregularmente em Campinas, no interior de São Paulo.

 

A companhia vendia produtos da marca Victoria Secret sem a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e produtos de informática sem nota fiscal.

 

Além disso, a empresa que não possui alvará de funcionamento tem dois registros no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). A companhia foi aberta em 2008. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial do município.

 

O proprietário da empresa não foi encontrado, mas a irmã dele, de 27 anos, foi presa em flagrante. Ela foi indiciada por crime contra a ordem tributária, contrabando e descaminho, e foi levada para a Cadeia Pública de Paulínia.

Mais conteúdo sobre:
Campinas contrabando Polícia Civil Anvisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.