Empresa restaura Obelisco do Ibirapuera

O Monumento e Mausoléu ao Soldado Constitucionalista ? mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera ? está sendo restaurado mais uma vez. As obras, patrocinadas pela Nestlé, deverão ser concluídas a tempo para as homenagens aos 71 anos da Revolução Constitucionalista de 32, data comemorada no dia 9 de Julho.Na parte interna, onde estão restos mortais de 800 combatentes, está sendo feita a recuperação do sistema elétrico e hidráulico e a impermeabilização parcial da laje. No lado externo, o obelisco, com 79 metros de altura e 3 mil metros quadrados, será limpo. O rejunte será removido e um novo será aplicado.?As 58 luminárias voltarão a ter sua característica original, iluminando o obelisco de baixo para cima, elevando o espírito dos heróis de 32?, explicou Francisco Zorzete, diretor da Companhia de Restauro, encarregada da obra.Um dos marcos da cidade, o monumento, formado pelo obelisco e mausoléu, foi projetado pelo arquiteto e escultor Galileo Emendabili. A concorrência para o projeto foi feita em 1936, mas a obra só começou em 1950.Foi parcialmente inaugurado em 1954, quando os restos mortais de Miragaia, Martins, Dráusio e Camargo (que formam a sigla MMDC) foram transportados para o mausoléu, sob a torre que ostenta, em suas quatro faces, grupos em alto-relevo, e uma inscrição do poeta Guilherme de Almeida.Em 1981, o monumento foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat).

Agencia Estado,

07 de janeiro de 2003 | 20h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.