Empresa retoma reparo da tubulação de gasoduto

Foram retomados ontem os reparos no gasoduto Brasil-Bolívia, em Gaspar. A Defesa Civil de Santa Catarina permitiu que a Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) reiniciasse a soldagem da tubulação, após a empresa apresentar um plano de contingência, que inclui evacuação imediata dos operários em caso de novos acidentes. No dia 23, ele foi rompido por um deslizamento.O acesso é ainda um grande problema. Ontem, máquinas tentavam abrir caminho para permitir que o material e as pessoas chegassem por terra mais facilmente. Uma rota que estava sendo usada para levar combustível sofreu nova queda de barreira e outro caminho teve de ser escolhido. A forma mais segura para chegar ao local é por helicóptero. Se não houver novas interrupções, o prazo de entrega da obra fica mantido para o dia 15. No domingo, a Defesa Civil ordenou que a TBG removesse funcionários da área, por risco de deslizamentos.A estrada BR-470, que liga Gaspar a Blumenau, está interrompida num trecho em que há reparo da tubulação da SCGás, que faz a redistribuição da TBG. Em alguns pontos, por causa do rebaixamento do terreno, a tubulação de gás ficará a não mais que 1,5 m da superfície.

Eduardo Nunomura, O Estadao de S.Paulo

04 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.