Empresária admite ter matado parentes

A empresária Roselani Radaelli Picinini D?Ávila, de 47 anos, confessou anteontem ter matado o marido, a irmã e a sobrinha a facadas em Novo Hamburgo, região metropolitana de Porto Alegre. Segundo o delegado Nauro Osório Marques, Roselani admitiu ter premeditado as mortes há cerca de um mês. Em seu depoimento, ela disse que o motivo para os crimes foi evitar que a família sofresse por causa da falência de sua fábrica de calçados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.