Empresário começou na aviação na década de 80

Um documento do Departamento Transportes do governo dos Estados Unidos resume os negócios do empresário argentino Alfonso Rey, dono oculto da MTA no Brasil.

, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2010 | 00h00

A carreira dele na aviação começou em Miami, em 1987, como diretor da argentina Staf (Serviços de Transporte Aéreo Fueguinos) em Miami.

De lá para cá, Rey investiu no ramo de transporte de cargas e montou uma grande rede de empresas em vários países sob a batuta do grupo Centurion. Segundo os papéis, ele é naturalizado cidadão norte-americano.

O empresário esteve no Brasil em agosto. Passou um dia em São Paulo e, no dia 2, foi para Brasília prestigiar a posse do coronel Artur Rodrigues na Diretoria de Operações dos Correios.

Entre os braços operacionais do grupo Centurion está a Sky Lease, com sede em Miami.

O Estado teve acesso ao contrato de aluguel de aeronaves fechado entre a MTA e a Sky Lease, em 31 de janeiro de 2006.

Documentos do Banco Central mostram ainda que cerca de R$ 10 milhões transitaram entre as duas empresas naquele ano.

Nova empresa. Alfonso Rey está de olho na futura empresa de logística dos Correios.

Em um e-mail enviado aos operadores da MTA no Brasil, no dia 6 de abril passado, o advogado Eduardo Galasio, homem de confiança de Rey e que dirige a MTA n Brasil, informa que já consultou o coronel Eduardo Artur Rodrigues sobre possíveis mudanças na sociedade da MTA. para que saia tudo planejado em nome da propriedade de Rey.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.