Empresário de Caçapava é libertado de cativeiro

O empresário Ronaldo Ferrari, proprietário de um depósito de materiais para construção em Caçapava, foi libertado durante a madrugada, na zona rural de Monteiro Lobato, pequeno município próximo a São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Ele ficou quatro dias em poder dos sequestradores, tendo sido levado na manhã de sábado, por dois veículos, quando saía de casa para o trabalho. Ronaldo Ferrari foi libertado antes que a família pagasse o resgate, no valor de 14 mil reais. A exigência inicial, no começo das negociações, era o pagamento de 400 mil reais. A Delegacia Anti-Sequestro do Vale do Paraíba descobriu que um policial militar participava das negociações. O PM Gerenaldo Almeida da Costa, de 29 anos foi preso ontem à noite em Caçapava e levou os policiais até o cativeiro. Ele confessou que sabia do caso e era responsável pelas negociações. Outras duas pessoas que participaram do sequestro estão foragidas. Além do PM, a polícia prendeu também a dona-de-casa Valdenice Rodrigues da Silva, de 22 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.