Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Empresário desiste de acordo com ex-moradores do Palace 2

O leilão do hotel St Peter, arrematado segunda-feira pelos ex-moradores do Palace 2 por R$ 7 milhões, teve nova reviravolta nesta quarta-feira. O empresário Antônio Augusto Magaldi, que havia assinado um contrato com a Associação de Vítimas do edifício, comprando o hotel por R$ 9 milhões, voltou atrás hoje e não fez o depósito de R$ 1,4 milhão, referente à entrada de 20%.Magaldi deu o segundo maior lance no pregão pelo hotel, R$ 6,85 milhões, mas desistiu da compra, depois que o advogado das vítimas, Nélio Andrade, superou sua oferta. No dia seguinte, ele procurou a associação e fez o acordo por R$ 9 milhões.A Associação de Vítimas emitiu um cheque de R$ 1,4 milhão e fez o depósito judicial para garantir o leilão e evitar uma multa do mesmo valor. Andrade disse que vai processar Magaldi e seu sócio, o diretor do Colégio Veiga de Almeida, Marceu Veiga de Almeida."Eles assinaram um termo de acordo, se comprometeram a fazer o depósito hoje, impediram a associação de negociar o hotel com outros empresários e depois tiraram o corpo fora. Na minha terra, isso equivale a dar um tiro na cara do outro", reagiu o advogado, que hoje à tarde recebeu nova proposta de um grupo de Brasília.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2004 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.