Empresário é preso acusado de mandar matar a mulher

O empresário Jorge Donati foi preso nesta segunda-feira como suspeito de ter encomendado o assassinato da ex-mulher, Cláudia Soneghete, e da empregada doméstica Mauricéia Rodrigues. Ele recebeu voz de prisão ao comparecer à Delegacia de Homicídios. As mulheres, que tiveram os corpos queimados, foram mortas no dia 15 de janeiro, em uma mansão, na Ilha do Frade, no Espírito Santo. A Justiça decretou a prisão preventiva de Donati na sexta-feira passada, depois que o jardineiro Cristiano Oliveira e seu irmão, Renato Oliveira, foram presos. No primeiro depoimento à polícia, Cristiano confessou o crime e afirmou que seu objetivo era roubar jóias e dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.