Empresário morre ao cair em fosso de elevador em Vitória

O dono da Lorenge Construtora e Incorporadora, empresário Vicente Lorenzon, 85 anos, morreu depois de cair no fosso do elevador do edifício Pierre Lescot, localizado na rua João da Cruz, no Triângulo das Bermudas, Praia do Canto, em Vitória, onde morava com a família. O acidente ocorreu no final da tarde de sábado e, a princípio, familiares chegaram a procurar ajuda na polícia pensando que o empresário, fundador da Lorenge - um das maiores construtoras do Espírito Santo -, havia sido seqüestrado. No entanto, por volta da meia-noite, um parente encontrou o corpo de Vicente no fosso do prédio. O elevador é administrado pela empresa Elevadores Otis, que disse que só vai se pronunciar após ser comunicada oficialmente sobre o acidente. Segundo apuração da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), um dos filhos de Vicente deixou o pai em frente ao edifício às 17 horas de sábado. Eles haviam chegado de uma festa da família realizada no balneário de Manguinhos, na Serra. O empresário logo entrou no prédio, construído pela sua empresa, chegou a cumprimentar o porteiro e seguiu em direção ao elevador. De acordo com o perito criminal Humberto Souza, 46 anos, que esteve no local do incidente, tudo indica que a porta do elevador abriu, mas o elevador não estava no térreo e sim em um outro andar. Distraído, Vicente não percebeu o problema e caiu no fosso, a uma altura de um metro e 40 centímetros. "Ele caiu de cabeça. Havia vários ferimentos no corpo, principalmente na cabeça. Ainda não podemos precisar o motivo da morte, mas tudo indica que foi devido às lesões graves que sofreu na cabeça. Ele caiu em cima de ferragens, de molas. Mesmo sendo baixo, é um local perigoso", disse Humberto. O perito informou ainda que houve uma falha no elevador e que tudo isso deverá ser apurado. "Vamos investigar o caso. Saber sobre a freqüência que é feita a manutenção do elevador e quem são os responsáveis. Isso é muito grave", destacou Humberto Souza. O caso será investigado pelo delegado Orly Fraga Filho, da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Vitória. Vicente Lorenzon era natural de Venda Nova do Imigrante, região Central do Estado. Ele deixou a mulher, Eusêmia Caliman Lorenzon, 84 anos, 14 filhos e 30 netos. O corpo do empresário foi enterrado nesta tarde no cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, na Serra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.