Empresário oferece emprego para impedir suicídio

Um homem que não quis se identificar - "sou um microempresário", disse - ofereceu emprego em seu restaurante para o desempregado Nivaldo, que está sentado, desde o início da noite, em uma pilastra do viaduto Pedroso, sobre a Avenida 23 de Maio, de onde ameaça se jogar. Nivaldo já contou parte de sua vida para os policiais militares e soldados do Corpo de Bombeiros que tentam dissuadi-lo. Ele disse que foi demitido da empresa em que trabalha e que não recebeu seus direitos. Contou ainda que pretende voltar para sua terra, o Ceará, mas que "preferia morrer" a chegar lá "com as mãos abanando". Ele ainda não respondeu à proposta do microempresário e pediu que os policiais e os helicópteros de redes de TV que sobrevoam a região saíssem dali. Os policiais já garantiram que, caso ele desista, não será preso, como temia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.