Empresário preso por extorsão no interior de SP

O pequeno empresário Paulo Natalino dos Santos, de 33 anos, foi preso em flagrante por investigadores da Delegacia Anti-Seqüestros (Deas) de Campinas, em Indaiatuba, quando tentava extorquir dinheiro de uma família da cidade. Durante cerca de 20 dias, Santos enviou cartas e fez telefonemas ameaçando matar os membros da família, caso se recusassem a pagar.Nas cartas e telefonemas, Santos dizia que era integrante de uma quadrilha perigosa, que possuía fuzis e granadas. Ele demonstrava conhecer detalhes da rotina da família ameaçada. A Deas foi acionada e ajudou nas negociações com o acusado.Os investigadores não divulgaram os valores negociados. Eles comentaram que Santos já havia enviado a primeira carta de ameaça a uma segunda família. Ele foi preso em um orelhão, enquanto negociava o pagamento da extorsão com as primeiras vítimas, com quem havia mantido um pequeno negócio em sociedade.O acusado é pai de um filho e sua mulher está grávida de dois meses. Ele mora em Indaiatuba, onde tem uma pequena empresa de reciclagem de plásticos. Disse à polícia que decidiu cometer a extorsão porque sua empresa estava falida e precisava de dinheiro para sustentar a família.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.