Empresário sofre atentado em São Paulo

O empresário Eduardo Capobianco, membro de uma das organizações não governamentais que atuam contra a violência na capital, foi baleado hoje de manhã na região central da cidade, em uma aparente tentativa de homicídio. Por volta de 9h Capobianco chegou de carro à garagem do prédio de seu escritório, na região da Consolação, quando dois homens ocupando uma motocicleta entraram atrás dele.O empresário saiu do carro e viu um dos homens caminhando em sua direção com uma arma na mão. Pensando se tratar de um roubo, ele ofereceu a pasta que segurava numa das mãos, mas o desconhecido começou a disparar. Capobianco correu e conseguiu sair da garagem para tentar entrar na portaria do prédio, quando foi atingido por dois disparos numa das pernas. Os bandidos fugiram sem deixar pistas.Capobianco foi levado para o Hospital Sírio Libanês, e não corre risco de morte. Segundo o delegado-assistente do 4º Distrito Policial da Consolação, Ricardo Afonso Rodrigues, aparentemente não foi uma tentativa de roubo. Policiais do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) investigarão o caso. "Ele me disse que não estava sofrendo ameaças e não percebeu que estava sendo seguido", contou o delegado.O policial informou que foram recolhidas do local várias cápsulas deflagradas de pistolas calibre 45 e 765 milímetros, além de um capacete que pode pertencer a um dos homens que atacou o empresário. A polícia conta também com a fita do circuito interno das câmeras de segurança, que devem ter filmado a ação dos marginais e poderão dar alguma pista sobre os autores do atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.