Empresário sul-africano é vítima de febre hemorrágica no Rio

Pessoas que entraram em contato com o empresário vão ser acompanhadas para saber se estão infectadas

Da Redação,

03 de dezembro de 2008 | 09h25

O empresário sul-africano Willian Charles, de 53 anos, morreu na terça-feira, 2, na Casa de Saúde São José, no Humaitá, na zona sul do Rio, vítima de febre hemorrágica. Os exames do paciente, que estava internado no hospital desde sábado, foram enviados para análise na Fiocruz. Segundo a assessoria de imprensa da Casa de Saúde São José, durante o período em que o paciente ficou internado, todas as medidas de isolamento para garantir a segurança de pacientes e médicos foram tomadas. Os passageiros que estavam no vôo com o sul-africano estariam sendo contactados para ficar em observação, enquanto o resultado final sobre o vírus não sai.

Tudo o que sabemos sobre:
Riofebre hemorrágicaFiocruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.