Empresas ameaçam não pagar motoristas

Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo poderão ficar, no dia 20, sem o pagamento da quinzena, pois as empresas alegam estar em dificuldades financeiras. Ao todo, são R$ 15 milhões que deveriam ser pagos aos funcionários das 53 viações da cidade. "Não são todos (os empresários) que vão pagar. Sem aumento (de tarifa) vai haver problemas", disse nesta segunda-feira o diretor técnico do Transurb, o sindicato patronal, Marcelo Marques. O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo, Edivaldo Santiago da Silva, afirmou nesta segunda que se não houver o pagamento a categoria poderá fazer protestos."Vamos decidir isso nesta terça em uma reunião com a diretoria do sindicato, mas eu acredito que eles vão pagar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.