Empresas bancam o réveillon na Paulista

Crise dificultou coleta de patrocínio e atrações só foram fechadas ontem

Lais Cattassini e Pedro Dantas, O Estadao de S.Paulo

18 de dezembro de 2008 | 00h00

Pela primeira vez a festa de réveillon na Paulista terá mais de um patrocinador principal. Juntos, Magazine Luiza, Banco Itaú, Vivo e Brahma investiram cerca de R$ 3,5 milhões na produção. Até a semana passada, a Prefeitura de São Paulo tentava obter patrocínio para o espetáculo e não garantia a realização do evento, cujas atrações só foram confirmadas ontem, a menos de duas semanas do evento. Apesar da dificuldade, o prefeito Gilberto Kassab comemorou o fechamento do acordo. "Em um momento de crise econômica internacional é interessante que a gente consiga mobilizar patrocinadores."A 12ª edição do Réveillon na Paulista será, segundo Kassab, a maior já realizada. O evento, que começa às 20h do dia 31 e termina às 2h30, deverá atrair mais de 2 milhões de pessoas e terá apresentação do cantor Daniel, das bandas Skank e Babado Novo e da campeã do carnaval de São Paulo em 2008, a Vai-Vai, que encerrará a festa.Segundo o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio Luiz de Carvalho, oferecer atrações democráticas foi prioridade. "O importante é agradar a todos os gostos, não necessariamente trazer grandes atrações da música. Não é esse o propósito do evento."Cerca de 2,3 milhões de pessoas são esperadas na Avenida Paulista, número que representa aumento de 5% em relação ao ano passado, que contou com 2,2 milhões de pessoas. A SPTuris estima que cerca de 100 mil turistas comparecerão à Avenida Paulista para a virada.O palco começa a ser montado hoje entre as Ruas Ministro Rocha Azevedo e Frei Caneca e trará um cenário que pretende retratar o público democrático que freqüenta a Avenida Paulista. Com o tema "São Paulo e o Mundo Se Encontram Aqui", a cenografia simulará um porta-retrato e o telão exibirá fotografias de pessoas de diferentes etnias, bairros característicos e imagens do público ao vivo.Para o momento da virada será realizado um espetáculo pirotécnico de 15 minutos, com chuva de confetes metalizados e revoada de 10 mil balões. Os presentes poderão enviar mensagens SMS que serão exibidas no palco e nos 12 painéis eletrônicos na avenida. Para a instalação da estrutura, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai interditar o trecho hoje, das 23h30 às 4h30. A circulação de pedestres ficará restrita em algumas áreas.COPACABANAA prefeitura do Rio apostará novamente em atrações nacionais no réveillon da Praia de Copacabana. O show principal, logo após a queima de fogos, ficará a cargo da cantora Mart?nália. Antes, o grupo de pagode Revelação anima a festa. Após Mart?nália, as baterias de três escolas de samba continuam tocando e animando o público. Hoje, em entrevista coletiva, a Riotur anuncia os detalhes da festa, como a quantidade de bombas e os tipos de fogos que devem estourar no céu de Copacabana por pelo menos 20 minutos, após serem lançados de oito balsas na orla. O palco octogonal, que estreou no ano passado e permite a visão do espectador por vários ângulos, será mantido. A queima de fogos da prefeitura também está confirmada no bairro da Penha e na Ilha do Governador (zona norte), na Barra da Tijuca, em Guaratiba e Sepetiba (zona oeste) e na Ilha de Paquetá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.