Empresas de São José dos Campos recusam publicidade

As empresas de publicidade Emplac e Brasil Mídia, responsáveis pela afixação de outdoors em São José dos Campos recusaram a publicidade da revista Penthouse, a partir desta segunda-feira, que exibe uma foto de uma modelo semi-nua. As empresas tiveram seus outdoors da mesma revista arrancados no mês passado por fiscais da Prefeitura, após uma polêmica liderada pelas igrejas evangélicas e católica carismática da cidade que deu origem a um projeto de lei proibindo fotos de mulheres nuas em outdoors e cartazes em locais públicos.A lei deve ser sancionada até o dia 3 de outubro pelo prefeito Emanuel Fernandes (PSDB), que aguarda um parecer de sua assessoria jurídica sobre a sua constitucionalidade. O texto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores da Câmara, mesmo com parecer contrário da departamento jurídico. Esse não é o único projeto considerado "estranho e polêmico" pelos atuais vereadores de São José dos Campos. O primeiro foi na primeira sessão da atual legislatura, quando votaram a criação de cinco assessores para cada vereador, o que se transformou rapidamente em caso de nepotismo explícito, com a nomeação de esposas, irmãos, sobrinhos, cunhados e até mesmo sogras como assessores especiais dos parlamentares.Na última semana, o vereador Miranda Ueb (PPS) apresentou um projeto de lei, que será votado na próxima terça-feira, criando "escovódromos" nas praças públicas de São José dos Campos. Pelo projeto, a prefeitura instalaria pias, torneiras e espelhos em locais públicos para a população escovar os dentes "e proteger a placa bacteriana". O mesmo projeto ainda cria a obrigatoriedade da prefeitura dar duas escovas de dente por ano para alunos e usuários das creches e escolas municipais.

Agencia Estado,

23 de setembro de 2001 | 13h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.