Empresas de transporte aguardam anúncio de mudanças

Os empresários do setor de transporte de São Paulo afirmaram, em entrevista coletiva, nesta manhã, que não têm conhecimento do plano de reestruturação da rede de transportes municipal, que será anunciada esta tarde pela Prefeitura.Como não têm detalhes, os empresários afirmaram que apenas se pronunciarão após o anúncio do projeto que, segundo a Prefeitura, tem como objetivo reduzir os custos de um sistema cujas contas, quase dois anos após o lançamento do bilhete único, ainda não fecham. MetasUma das metas do plano que o secretário municipal de Transportes, Frederico Bussinger, anunciará esta tarde é ampliar o alcance da rede. Em outras palavras, fazer com que o sistema local - onde atuam cerca de 6 mil permissionários em microônibus - avance o máximo possível dentro dos bairros. Para técnicos da pasta, é possível fazer com que, em média, os passageiros andem menos do que mil metros até chegar a um ponto de ônibus. O princípio que rege as mudanças nas linhas é estimular as baldeações. Se isso realmente ocorrer, o paulistano será levado a fazer uso maior do bilhete único e do direito a mais três viagens, num período de duas horas. Hoje, em média, os paulistanos do sistema fazem 1,53 viagem com uma passagem, embora possam seguir em até 4 trajetos. É dessa forma que a secretaria pretende atender a uma queixa tanto das empresas de ônibus quanto das cooperativas de microônibus. Ambos os sistemas reclamam de sobreposição de linhas, embora hoje os permissionários estejam levando vantagem e ampliando sua participação na quantidade de passageiros transportados. ReivindicaçõesFoi isso que levou os empresários a incluírem, na lista de reivindicações à Prefeitura, a redução de 1.500 perueiros contratados além do previsto originalmente. Mas antes de pensar em tirar da rua veículos hoje em circulação, a prioridade da secretaria é otimizar o funcionamento das linhas e, dessa forma, fazer o sistema ter equilíbrio financeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.