Empresas e perueiros vão suprir falta de ônibus em São Paulo

As empresas de ônibus e as cooperativas de perueiros e de ônibus bairro-a-bairro vão suprir a falta das nove empresas de transporte descredenciadas pela Secretaria Municipal de Transportes. As nove empresas têm cerca de 2,2 mil ônibus e empregam 10,8 mil funcionários.O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, está negociando com o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (Transurb) para que elas absorvam parte dos funcionários.Segundo Tatto, a decisão de retirar as empresas do sistema foi tomada há 45 dias. Apesar de a Justiça do Trabalho determinar que a SPTrans fique responsável pelos funcionários das nove empresas pelo prazo de 15 dias e faça o pagamento dos salários e de outros encargos, Tatto está confiante de que eles serão absorvidos rapidamente pelas empresas que ainda estão no sistema.Os ônibus das empresas e as cooperativas começam nesta quarta-feira a atender os passageiros das nove empresas descredenciadas. Foram retiradas do sistema as empresas Expresso América do Sul, Parelheiros, Santa Barbara, Cidade Tiradentes, São Judas, Mar Azul, Serra Negra, Solution Bus e Viação América do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.